sexta-feira, 22 de abril de 2016

Semana #3: Como correu o pensamento positivo




É dia de balanço... (tambores)


Esta semana segundo os meus quadradinhos tive:
  •  6 dias +
  • 1 dia +/-
Muito melhor que a semana 1 e a semana 2.


Mas não pensem que foi uma semana com tudo a correr sobre rodas, sem chatices nem contratempos, muito pelo contrário. 
Tive um problema de pele que se transformou numa queimadura...na cara. Tive de lidar com um centro de saúde que não funciona e com uma funcionária muito pouco profissional e antipática. 
Mas mesmo assim, consegui manter o meu jardim florido, ser atendida pelo dito centro de saúde no próprio dia e ser simpática para a dita funcionária (não sem alguma ironia, é verdade, mas vá).

O dia +/- foi devido à medicação, andei todo o dia tipo zombie, sem energia para nada. Acho que nesse dia estava tão dormente que não tive pensamentos positivos nem negativos. Por isso, considerei um dia +/-.

Antes desta história do crescimento interior, esta semana teria sido um verdadeiro inferno. Provavelmente teria passado dias mal disposta e mal encarada, muito provavelmente tinha-me passado da cabeça com a dita funcionária e ficaria a remoer o assunto por vários dias e tinha contaminado negativamente tudo e todos.

Mas não... Permaneci positiva e contente. Parece que sempre está a crescer qualquer coisa cá dentro.

E vocês? Tiveram uma boa semana? Já sabem que gosto de saber tudo...






4 comentários:

  1. Respondendo à tua pergunta, tive uma semana mais ou menos :) Muitos problemas no trabalho, a minha princesa doente... Mas fiquei feliz comigo quando dei por mim a dizer ao Rui, "no meio disto tudo até temos muita sorte que os nossos filhos é raro estarem doente..." Acho que isto é um pensamento bem positivo ;)

    ResponderEliminar
  2. Sim bem positivo! Sentirmo-nos gratos no meio da confusão, faz mudar tudo. Espero que a tua princesa esteja melhor, ficamos sempre com o coração pequenino quando eles não estão bem.

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito da tua semana! ;) Já a minha... foi para esquecer... mas com razões (desculpas?) muito fortes. Mas o facto de me ter encarado a mim própria e ter dito "pronto, Lena, não tens que ser sempre forte, nem fazer de conta que está tudo bem quando sabes que não está..." para mim, que tenho vergonha de dar parte de fraca, foi um passo muito positivo!

    ResponderEliminar
  4. Sim muito positivo! Isto de crescer cá dentro tem muito que se lhe diga ;)

    ResponderEliminar