quarta-feira, 22 de junho de 2016

Semana #3: Como correu o pensamento oposto




" Tem pensamentos bonitos e não haverá lugar para os feios.
Joyce Meyer

Esta semana tive todos os dias + nos meus quadradinhos.

Ando a ficar bem treinada nas técnicas que comecei a utilizar na primeira semana, e dou por mim a fazer aquilo quase automaticamente.

Nesta semana destaco os seguintes momentos de pensamento oposto:

No Domingo, o Rodrigo sugeriu irmos até à praia de manhã. Eu não gosto muito de ir à praia ao Domingo porque é muita gente, é muito trânsito, é muita dificuldade em arranjar estacionamento...enfim. Mas, em vez de dizer logo que não ou ir contrariada, pensei "Qual é a oportunidade aqui?".
Em vez de me focar em todas aquelas coisas negativas, foquei-me em ir carregar energias à beira mar, em dar caminhadas na areia, em sentir o sol e estarmos todos juntos. Nem me importei com as pessoas, com o trânsito, nem com a falta de estacionamento.
Esta frase tem mudado mesmo os meus dias.


Sabem aqueles dias em que temos tudo planeado, as coisas que queremos fazer, quando as vamos fazer e depois chega a vida e troca tudo de pernas para o ar e já não conseguimos fazer nada do que queríamos. Estes dias punham-me doida no passado. 
Mas esta semana, quando tive um dia assim e senti-me muito pouco produtiva, enumerei mentalmente tudo o que tinha feito, que não tinha sido nada pouco, e deixei de me culpar e de me stressar. 
É que eu tenho um problema, sou muito exigente comigo, demasiado até. Sou muito tolerante com os outros, consigo arranjar justificações para tudo e mais alguma coisa para os outros... Mas, quando sou eu, consigo ser muito inflexível.
Então com o pensamento oposto, ando a treinar a tolerância comigo da mesma forma que o faço com os outros. Sabem aquele velho ditado "Trata os outros como gostavas que te tratassem a ti"? No meu caso devia ser "Trata-te a ti mesma como tratas os outros". Pois... é uma coisa que ando a treinar.


E o vosso pensamento oposto? Têm conseguido praticar?




2 comentários:

  1. Não... O problema? A vida? lolol no trabalho é difícil ter pensamentos positivos ou o pensamento oposto. Enfim... eu cá preciso de me didicar mais, talvez as ferias ajudem.
    Obrigado :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois às vezes não é nada fácil ;) As férias são uma excelente oportunidade para começar.

      Eliminar