sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Propósito: O que aprendi esta semana #1



"Tinha muitas dúvidas se existiria mesmo algo em que me pudesse destacar ou que me despertasse uma paixão especial. Achava que as pessoas que estavam realizadas na sua profissão, ou que tinham uma actividade que as fazia felizes, eram umas sortudas, e não tinha a certeza se algum dia iria ter essa sorte na minha vida.
Joana Areias, Tu Consegues!


Nesta primeira semana de leitura aprendi:


  • Ao descobrir o nosso propósito podemos ajudar os outros

Ao vivermos o nosso propósito estamos a ajudar-nos a nós a viver de modo mais feliz, realizado, motivado, consciente e com boa energia. Mas, também vamos ter impacto na vida dos outros, quanto mais não seja, por influenciarmos positivamente as pessoas que nos rodeiam, com a nossa nova energia, conhecimento e emoções. Além disso, o próprio propósito pode servir os outros e quando assim é, sentimo-nos em sintonia com o Universo.
O impacto que temos na vida dos outros, é sempre muito difícil de medir e deve ser avaliado a longo prazo.


  • Para sabermos para onde ir é necessário saber primeiro onde estamos

Claro que queremos muito encontrar o nosso propósito, nem que seja pelo conhecimento de nós próprios, mas para dar o primeiro passo nesse sentido, temos de saber onde nos encontramos actualmente. Podemos estar numa destas 4 situações:

1. Já Sei

São as pessoas que já descobriram o seu propósito, estão a vivê-lo e a vida prossegue em fluxo com o Universo (Se estás nesta situação, podes ajudar os outros inspirando-os com a tua história, o teu modo de vida, o teu dia-a-dia, para que eles, por sua vez, tenham a coragem de seguir o seu próprio propósito)


2. Não sei

São as pessoas que não fazem ideia do que seja o seu propósito nem a(s) actividade(s) que gostariam de realizar. Sentem que nunca fizeram parte do grupo "Eu sempre soube o que queria fazer desde pequeno".

É onde eu estou neste momento!


3. Acho que não sei, mas sei

São aqueles que têm a mesma ideia do ponto anterior, mas após algumas questões apercebem-se de que afinal sabem o que gostariam de fazer.


4. Sei, mas não sei como

São as pessoas que sabem exactamente o que gostariam de fazer com as suas vidas, mas não sabem como poderiam colocar isso em prática.



E tu, em que ponto te encontras? Usa os comentários, para podermos partilhar os nossos percursos e quem sabe inspirar os outros a terem uma vida com propósito.



Fontes:
Areias J (2016) Tu Consegues. Lua de papel, Alfragide. 207 pp.



Sem comentários:

Enviar um comentário