segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Propósito: Inspiração #4


Mais um vídeo inspirador, a mim ajudou-me a colocar as coisas em perspectiva.

A minha tradução "fantástica" (cof cof) em baixo.





Como saber o teu propósito de vida em 5 minutos - Adam Leipzig


"Na última noite da minha 25ª reunião da universidade, houve uma festa numa tenda, com dança, música e barulho. Tanto barulho que muitos de nós começámos a sair da tenda para conseguir ouvir-nos e falarmos uns com os outros... e sabermos as novidades de colegas que não víamos há mais de duas décadas.

Enquanto falava com os meus amigos fiz uma descoberta espantosa: 80% estavam infelizes com as suas vidas. Diziam "Eu sinto que desperdicei a minha vida e estou a meio dela" ou "Eu não sei a razão da minha vida".

Eu fui privilegiado em ir para Yale e estávamos numa noite de Verão no meio do antigo campus de Yale. E as pessoas com quem estava a falar eram privilegiadas, bem formadas, estavam bem financeiramente e em posições de poder... E tiveram a sua primeira casa e a segunda casa... E tiveram a primeira esposa e a segunda esposa. E 80% eram infelizes nas suas vidas.

Quem eram os felizes 20%? 
Bem, nós tínhamos estudado Literatura e Retórica Renascentista... e éramos as pessoas do teatro e os cromos de História. Nós tínhamos estudado disciplinas pelo prazer de aprender, não porque pensávamos que elas nos iriam colocar directamente num trabalho específico. Nós continuamos a ter trabalhos, vivemos as nossas vidas expansivamente, com os altos e baixos da vida... e não sentimos que desperdiçámos um único minuto.

E enquanto falava com os 20%, os felizes 20%, descobri que cada um deles sabia algo sobre o seu propósito de vida, porque sabiam 5 coisas:
  1. Quem eram
  2. O que faziam
  3. Para quem o faziam
  4. O que essas pessoas queriam ou necessitavam
  5. O que essas pessoas obtinham ou como mudavam em resultado disso.


Soa difícil? Não é, na realidade é bastante simples. De facto é tão simples que podem aprender o vosso propósito de vida agora.

(...)
Gostariam de saber o vosso propósito de vida nos próximos 5 minutos?

(...) na verdade, nem vai demorar 5 minutos. Posso partilhar outra coisa convosco?
Se são como muitos de nós que se perguntam e preocupam com o propósito de vida há muito tempo... e há livros... e revistas... e workshops... e seminários sobre isso. De facto a Amazon tem uma lista de 151 928 livros que ensinam como se pode aprender o propósito de vida.

Eu conheço algumas pessoas que passaram as suas vidas inteiras a tentar aprender o seu propósito de vida. Todos concordamos que a vida por examinar, não vale a pena ser vivida. Mas, se tudo o que fazem é examinar, não estão a viver.

Então, vamos descobrir o propósito de vida agora, juntos:
  1. Quem são
  2. O que fazem
  3. Para quem o fazem
  4. O que essas pessoas querem e precisam
  5. Como essas pessoas mudam em resultado

1. Quem são?


(...) quando contar até 5, gritem o vosso primeiro nome.

1...2...3...4...5...(gritem)

Fabuloso, essa era a primeira, só faltam quatro. Isso é quem vocês são.


2. O que fazem?


Agora, o que fazem? O que adoram fazer?
Gostam de escrever, cozinhar, desenhar, criar apps IOS, código, processar números, falar, ensinar?

O que é que adoram fazer?
Se vos surgir muitas coisas, foquem-se ao colocarem a vocês próprios esta única questão: Qual é a única coisa que neste momento se sentem extremamente qualificados para ensinar às outras pessoas?
Pensem sobre isso numa única palavra. Aguentem, não a libertem ainda. Quando eu contar até 5.

O que fazem?

1...2...3...4...5 (digam)

Boa, isso é o que fazem.


3. Para quem o fazem?


Agora pensem para quem o fazem, imaginem-nos na vossa mente, estejam prontos para dizer aos 5. Aguentem, não libertem ainda.

1...2...3...4...5 (digam)

(...)
Obrigado, esse é o espírito que precisamos.


4. O que essas pessoas querem ou precisam?


Agora, o que é que essas pessoas querem ou precisam?
O que é que elas querem ou precisam que vocês têm e elas vêm ter convosco para vocês lhes darem.
O que é que elas querem ou precisam? Só em uma ou duas palavras. Aguentem, não libertem já.

1...2...3...4...5 (digam)

Fantástico.


5. Como essas pessoas mudam em resultado?


Agora, esta é a melhor.

Como é que elas mudam? Como é que elas mudam ou se transformam em resultado do que vocês lhes dão?

1...2...3...4...5 (digam)

Formidável.


O vosso propósito


Agora vamos pôr tudo isto junto numa frase, ok?

(...)
  1. Quem são? (digam)
  2. O que fazem? (digam)
  3. Para quem o fazem? (digam)
  4. O que essas pessoas querem ou precisam? (digam)
  5. Como essas pessoas mudam em resultado? (digam)
Fantástico. Acabaram de fazer algo que as pessoas que foram para Yale não conseguiram em 25 anos. Parabéns, batam palmas.

Agora, porque é que esta fórmula é tão poderosa?
Porque de todas essas cinco coisas, que precisam saber para saber o vosso propósito, apenas duas são sobre vocês próprios. As outras três são sobre as outras pessoas: 
  • quem eles são
  • o que querem ou precisam
  • como mudam em resultado disso
Esta fórmula força-vos a direccionarem-se para o exterior. E todas as pessoas felizes que encontrei fora da tenda, naquela noite, estavam voltadas para o exterior e não para o interior.
Elas sabiam muito claramente quem serviam, do que essas pessoas precisavam e como essas pessoas tinham mudado como resultado.

E podem já ter intuído isto: que as pessoas mais bem sucedidas em qualquer área focam-se sempre mais nas pessoas que servem/ajudam em vez de como elas se servem a si próprias.
As pessoas mais felizes fazem questão de fazer os outros felizes, e fazem coisas que as fazem sentir bem cuidadas e seguras.
Se fizerem outras pessoas felizes, a vida ensina-nos, também seremos bem cuidados.


Ponto extra


Visto que vocês se saíram tão bem, temos tempo para um pouco de créditos extra.

Uma das coisas mais difíceis que acontecem quando conhecem pessoas pela primeira vez, é quando elas vos perguntam: "Então, o que é que fazes?".
Se forem como alguns de nós, é uma questão muito desafiante, por vezes. Particularmente, se nesse momento estás entre trabalhos... ou se te sentes vulnerável... ou se não está definido... ou o que parece que fazes não é o que fazes na realidade... ou o que és pago para fazer não é o que te define.

Então quando as pessoas te perguntam esta questão "Então, o que é que fazes?" (...) Eis o que vocês fazem:

  • Podem dizer "Eu dou sonhos fantásticos às crianças". Se o vosso propósito de vida é "Eu escrevo livros para crianças, para que elas possam adormecer à noite e terem sonhos fantásticos."
  • Ou podem dizer "Eu ajudo as pessoas a parecerem e a sentirem-se no seu melhor". Se o vosso propósito de vida é: "Eu desenho vestuário para homens e mulheres que necessitam de escolhas mais acessíveis para que possam parecer e sentirem-se no seu melhor."
  • Ou podem dizer "Eu ajudo as pessoas a trazerem o seu melhor trabalho para o mundo". Se o vosso propósito de vida é "Eu treino empreendedores e pessoas criativas a tomarem acções decisivas, para que possam trazer o seu melhor trabalho para o mundo."
E depois, aquele pequeno fragmento, que vocês disseram, torna-se a vossa declaração pessoal. Vai sempre iniciar uma conversação porque a pessoa com quem estão a falar, vai ter de vos perguntar: "Como é que dás sonhos fantásticos às crianças?"; "Como é que ajudas as pessoas a parecerem e a sentirem-se no seu melhor?"; "As pessoas podem realmente trazer o seu melhor trabalho para o mundo?"

E depois podem dizer-lhe e podem partilhar o vosso propósito de vida. E podem partilhar como elas podem aprender também o seu."





Sem comentários:

Enviar um comentário