quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Definir objectivos: Conclusão



Durante este mês andei a definir os meus objectivos. Comecei por definir as áreas da minha vida, depois por definir a prioridade dessas áreas e, por último, definir os meus objectivos.



A minha opinião sobre definir objectivos?


Durante este mês deparei-me com algumas das minhas limitações, nomeadamente pensar a longo prazo e definir objectivos com clareza. Como vos disse, é um assunto que eu tenho de estudar melhor, mas avancei na mesma. Construí o meu livro de sonhos e é aí que tenho escrito os meus objectivos. Também reparei que as prioridades estão sempre a mudar, o que é a minha prioridade num dia, noutro já não é. E a vida está em constante alteração, por isso é que é importante termos as prioridades e objectivos bem definidos para não nos deixarmos levar nas voltas e reviravoltas da vida e chegarmos ao fim de um ano e sentirmos que estamos no mesmo sítio. Que estamos parados. E ficamos admirados como é que passou um ano, 365 dias, e parece que não avançámos nada.



Vou continuar a praticar o hábito de definir objectivos?


Sim, apesar de não ser uma coisa fácil para mim, sinto que é importante. Este mês foi importante para perceber que afinal não posso querer fazer tudo de uma vez, mas posso fazer uma coisa de cada vez e atingir pequenos marcos, que se transformam em grandes objectivos e levam a uma maior satisfação em todas as áreas da minha vida.


E vocês, conseguiram definir objectivos?



2 comentários:

  1. Estes meses com o teu blog fizeram-me chegar à conclusão de que ainda tenho metas para alcançar e sonhos por concretizar! A sério, andava meia dormente, com a sensação de que já não valia a pena aspirar a outras coisas, a outras pessoas, a outros horizontes... Mas agora sinto que ainda há mais caminhos a percorrer.

    ResponderEliminar