segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Como anda a correr a minha meditação? (7 meses depois)


   

"Todos os problemas da humanidade resultam da incapacidade do Homem em se sentar sozinho e em silêncio numa sala."
Blaise Pascal


A última vez que falei sobre a meditação, andava a praticar durante 5 minutos. Actualmente pratico quase todos os dias, durante 20 minutos.

Continuo a utilizar almofadas para ficar mais confortável, mas noto que os meus joelhos já ficam mais em baixo, quase a tocar o chão. Com a prática, a posição é cada vez mais confortável e não interfere com a meditação. Antes estava sempre consciente que as pernas e as costas me doíam e isso interferia. Agora posso esquecer-me do meu corpo e deixar-me levar.

Continuo a pôr o cronómetro do tempo no telemóvel, para não ter de me preocupar se já passou muito ou pouco tempo.

Também vos tinha dito que se praticar a meditação na mesma altura do dia, é mais fácil. No meu caso é de manhã, depois do exercício e antes do pequeno-almoço. Adoro esses 20 minutos de paz, em que apenas tenho de me deixar estar.

Se me pedissem para escolher apenas um hábito, de todos os hábitos que comecei a praticar, escolhia este. Não consigo traduzir muito bem em palavras o que a meditação me proporciona, é como se tivesse descoberto um lugar dentro de mim onde existe sempre calma, serenidade, contentamento. Independentemente das circunstâncias em que me encontro e do caos à minha volta.

Penso que a meditação será diferente para todos, mas se puderem experimentar de forma consistente, ou seja, a maioria dos dias, vejam até onde ela vos leva.



1 comentário:

  1. Confesso que há muito tempo que não medito. Não tenho conseguido reservar aquele tempo de manhã entre o levantar e o sair de casa... Vou tentar...

    ResponderEliminar