segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

O meu propósito



Há 4 meses iniciei a busca do meu propósito, li um livro, vi vídeos e quando cheguei ao final do mês não consegui fazer uma conclusão decente para a minha busca.

O problema foi que sempre associei o propósito a um trabalho, a uma profissão. Mas o propósito não é isso, isso é até bastante limitador. Por exemplo, vamos imaginar que eu trabalho numa livraria e acho que isso é o meu propósito, então só ia estar em sintonia quando estivesse na livraria a trabalhar. Quando estivesse em casa, quando estivesse com a minha família e amigos, não estaria a viver o meu propósito.
Começou a fazer mais sentido, para mim, ver que o propósito é aquela qualquer coisa que está na base de tudo o que somos e fazemos. Pode ser um talento para criar empatia com as pessoas, pode ser um jeito especial para escutar os outros, pode ser sermos positivos, pode ser fazermos os outros rir...

Tive de mudar a minha visão, para perceber que o meu propósito é cuidar. Começou por ser cuidar de mim e da minha família. Mas sentia que me faltava dar mais à comunidade, quando por "coincidência" me convidaram para fazer voluntariado numa biblioteca que não ia funcionar, porque não tinha pessoas. E foi neste momento que senti o tal "tchanaaaaan", como se todas as peças encaixassem finalmente. 

Como a vida não é uma coisa estática e está sempre em mudança, não vou ficar a fazer isto o resto da vida, mas só o facto de me sentir completa a cuidar e a ajudar os outros, permite-me evoluir e sentir-me em sintonia com o Universo.

E quem sabe se um dia a minha profissão me permite viver esse propósito de cuidar e ajudar.



Sem comentários:

Enviar um comentário