sábado, 21 de janeiro de 2017

Semana #3: Enfrentar os medos



"Uma cabeça cheia de medos, não tem espaço para os sonhos"

Vamos lá ao balanço semanal. Esta semana a enfrentar os meus medos, foi uma semana mais ou menos.

  • Conduzir

Esta semana, à semelhança da semana passada, também conduzi só um dia. Eu sei que não é o ideal e que tinha planeado conduzir pelo menos dois dias por semana, mas continuo a ter uma pegada ecológica muito reduzida visto que continuo a levar o André aos treinos... a pé.
O dia que conduzi foi no Domingo, e foram as voltinhas para ir ao supermercado. Agarrei na chave e lá fui eu, levar a família ao supermercado para fazer as compras da semana. Como no primeiro supermercado não havia tudo o que precisava, ainda fomos a outro. Notei que estive mais calma a conduzir e mesmo antes não senti aquele nervosismo.
Também tenho que confessar que hoje podia ter conduzido, mas deu-me a preguiça e vim a dormir no carro 🙈



  • Sair da minha zona de conforto

Não sei se repararam, mas esta semana esteve um frio do caraças. E eu podia ter ficado em casa muito quentinha debaixo do edredão e com o ar condicionado numa confortável temperatura de 27ºC... Mas não, continuei a levantar-me cedo (e quando digo cedo é antes das 6 da manhã), continuei a fazer a minha caminhada sempre que pude, continuei a fazer o meu voluntariado e continuei a ir buscar o G. à escola para o ajudar a estudar. Era mais fácil ficar debaixo do edredão, pois era.

Como tive cancro de mama há dois anos, tenho de fazer exames de controlo regulares. Apesar de na minha cabeça me visualizar saudável e "limpa", quando estou na ecografia há sempre aquele momento em que sustenho a respiração até me dizerem que está tudo bem. Esta semana lá fui eu fazer os exames médicos de controlo e depois de um susto que durou 10 minutos, lá vim para casa descansada por estar tudo bem, por estar "limpa" e saudável.



  • Medo de falhar

Tenho enfrentado este medo nas explicações que tenho dado ao G. Não tenho a certeza se ele vai conseguir melhorar as notas nos testes, mas decidi dar o meu melhor para o ajudar. Pelo menos noto que tem mais auto-confiança, e isso já é bem bom. É claro que não posso fazer os testes por ele, tem de ser ele a esforçar-se, da minha parte só posso mesmo ajudar da melhor forma que puder, até andei a estudar a matéria da formação de Portugal e a 1ª dinastia, para lhe conseguir explicar melhor.


E foi assim a minha semana a enfrentar medos. E a vossa, como correu?


2 comentários:

  1. Grandes progressos! Eu estou apenas contente de ter sobrevivido às temperaturas negativas... Pelo menos até agora... Feliz (MUUUUUUUUUIIIIIIIITO) por estares "limpinha"! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, estarmos limpinhas é muito bom ;) Pois com temperaturas negativas, só o facto de saíres da cama já é um acto de coragem!

      Eliminar