sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Dica para o ritual da solidão: Desfrutar de estar sozinho





Este mês ando a praticar o ritual da solidão. Mas existem muitas pessoas que abominam estar sozinhas, mal chegam a casa ligam a televisão para lhes fazer "companhia", já para não falar do zapping nas redes sociais, não vá alguém ter publicado alguma coisa muito importante nos últimos 5 minutos.
Uma coisa é estarmos sozinhos e outra é sentirmo-nos sozinhos.
Eu gosto de desfrutar dos momentos em que estou sozinha e gosto de desfrutar dos momentos em que estou acompanhada, como se houvesse um tempo para tudo.
Existem muitas coisas que podemos fazer para desfrutar do nosso tempo a solo:

  • Ler

Pronto, eu sou suspeita porque adoro ler. Acho que poucas coisas me dão tanto prazer como estar sozinha com um bom livro, sem interrupções nem barulho, quando consigo "mergulhar" no livro e soltar a imaginação.

  • Escutar o silêncio

Quem tem sempre a casa cheia, sabe que estes breves momentos em que estamos sozinhos em silêncio é um banho de tranquilidade, sabe tão bem estarmos apenas assim a ouvir o silêncio.

  • Cantar e dançar

E quando não nos apetece estar em silêncio, podemos ouvir a nossa música, podemos cantar e dançar à vontade sem pensar na nossa figura, libertarmo-nos.

  • Tomar uma bebida quente com a mantinha

Nestes dias frios e de chuva, poucas coisas sabem tão bem como estar no sofá tapados com uma mantinha a beber uma bebida quentinha, pode ser chá, café, chocolate quente e se tivermos umas bolachinhas caseiras a acompanhar... hmmm é preciso tão pouco para sermos felizes.
  • Spa caseiro

Quando foi a última vez que tomaram banho de banheira? Sim eu sei, devemos poupar água e ser ambientalmente conscientes. Mas se forem como eu, que se tomar um banho de imersão por ano, já é uma sorte, não vem mal ao mundo e vão sentir-se bem melhor.
Se aproveitarem para fazer uma máscara de limpeza no rosto e colocarem umas velas na casa de banho, depois não digam que não gostam de estar sozinhos.
  • Dolce far niente

E porque não desfrutarmos desta  máxima italiana. Deixarmo-nos estar sem fazer nada e desfrutarmos. Numa sociedade em que estamos sempre ocupados, é um oásis deixarmo-nos estar.



E vocês, gostam de estar sozinhos?



2 comentários:

  1. Aprovo as tuas ideias todas e tenho muita pena de não poder tomar o dito banho de imersão... Não é que o hábito fosse frequente mas, de vez em quando, era muito bom...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois eu também devo alguns minutos à banheira, se tomar um banho de imersão por ano, já me dou por muito contente.

      Eliminar