sexta-feira, 26 de maio de 2017

Como leio muitos livros sem gastar (muito) dinheiro



Como sabem este mês ando a praticar o Ritual do Conhecimento Abundante. Tenho falado nos livros que ando a ler e a estudar e até podem pensar que gasto uma pequena fortuna em livros... mas não. Aproveito é bem os recursos que tenho à minha disposição. Hoje vou contar-vos como leio muitos livros sem gastar (muito) dinheiro.



Tenho uma espécie de "clube" do livro

Tenho a sorte de pertencer a uma família que gosta muito de ler. Os meus pais sempre adquiriram muitos livros e têm estantes cheias deles, nem sei se a minha vida chegava para os ler a todos. Por isso, um dos meus recursos é a "biblioteca" dos meus pais.
A juntar a isso, somos uma família que temos por hábito oferecer livros nas datas festivas. Eu, particularmente, tento oferecer sempre um livro que seja apreciado pela pessoa que o vai receber e que eu própria ache interessante. Depois, o que acabamos por fazer é emprestar uns aos outros e trocarmos opiniões sobre os livros. O resultado é que temos o nosso próprio clube do livro.



Utilizo a biblioteca

Ainda sou do tempo em que ia com a minha irmã, requisitar livros a uma biblioteca itinerante da Gulbenkian, que não era mais que uma carrinha com livros.
Felizmente que as bibliotecas são cada vez mais e acessíveis em qualquer altura. Na zona onde vivo, tenho uma biblioteca e já fiz o cartão de leitora. De vez em quando, passo lá para ver os livros, nunca cheguei a requisitar porque tenho sempre muitos para ler.



Compro apenas os livros que me interessam

Eu tenho vários assuntos que me interessam, e para cada assunto existem milhares de livros. Para não gastar muito dinheiro em livros, a lógica que eu sigo é:
  • Sempre que quero mesmo um livro, ando ali uns tempos a "namorá-lo". Passo nas livrarias e leio a contra-capa, leio algumas passagens no interior.
  • Se decido que quero mesmo aquele livro, tento saber no meu clube do livro, se alguém já o tem e se pode emprestar.
  • Se ninguém que eu conheço o tem e eu decido que é uma boa compra, compro. Mas, mesmo aqui não me atiro logo de cabeça. Normalmente, tento comprar em segunda mão no OLX (ou outro site do género), ou espero por algumas ocasiões em que sei que há promoções, como é o caso da feira do livro e da altura do Natal em que as livrarias vendem bons livros a preços mais baixos. E até podem achar que é exagero, que comprar um livro não é o mesmo que comprar uma casa ou um carro. No entanto, eu gosto de gerir bem o meu orçamento e um euro aqui e outro ali, é onde, por vezes, se perde o controlo do dinheiro.
  • Por falar em dinheiro, é muito raro comprar um livro com o dinheiro do nosso orçamento familiar. Normalmente, utilizo o dinheiro que recebo no aniversário e no Natal, para comprar os livros que realmente quero.



E é assim que eu leio muito e gasto pouco. E vocês, têm truques para partilhar?


Sem comentários:

Enviar um comentário