sexta-feira, 30 de junho de 2017

Ritual da reflexão pessoal: Conclusão



Depois do meu computador ter feito greve e decidido que não queria misturas com a rede wi-fi, depois de eu ficar com a carteira mais leve uma centena de euros para resolver este conflito... Estou de volta.

Pegando onde fiquei neste hábito de reflexão pessoal, que não estava a correr nada bem na primeira e segunda semanas, lá resolvi arregaçar as mangas e levar isto a sério.

Na terceira semana comecei a reflectir no meu diário todas as manhãs, porque uma das coisas que falhou nas primeiras semanas foi esperar que chegasse o fim do dia para escrever e depois metiam-se muitas distracções ou não me apetecia escrever. Assim, de manhã escrevia algumas reflexões sobre o dia anterior. Apesar de ter corrido melhor em termos de frequência, não andava a gostar nada de fazer isto. Andava a limitar-me a escrever acontecimentos do dia e a minha reacção a eles. E eu sempre detestei escrever sobre os acontecimentos.

Quando cheguei à quarta semana, aproveitei a oportunidade de iniciar um novo caderno e alterei completamente o meu diário, e agora sim. Além de ter o diário que eu sempre quis, é um prazer sempre que folheio as páginas. Deixei de escrever por tópicos os acontecimentos e a minha reacção a eles e passei a escrever livremente sobre o que quero reflectir.


A minha opinião sobre a reflexão pessoal


Desde que comecei a praticar estes hábitos, este foi o hábito que mais me custou a implementar. E só depois de descobrir o que funciona para mim é que consegui praticar este ritual com prazer.
A não ser que andemos com a cabeça no ar, todos nós reflectimos num momento ou noutro. Mas a partir do momento em que escrevemos o que sentimos e pensamos, permite-nos uma maior clareza.



Vou continuar a praticar o Ritual de Reflexão Pessoal?


Se estivesse a tomar esta decisão na semana passada, digo-vos muito sinceramente que não iria continuar, não estava a gostar nada disto e fazia por obrigação.
Agora que descobri o que resulta comigo, é uma das coisas que me dá prazer no meu dia. Dou por mim na expectativa de chegar a uma nova página e escrever. 
É um ritual que vou continuar a praticar.
  


Sem comentários:

Enviar um comentário